O pH DA PELE

SAÚDE E PROTEÇÃO

O equilíbrio fisiológico da pele está relacionado ao seu manto protetor conhecido como Manto Hidrolipídico, que é formado por água, sal e gordura, resultantes da secreção das glândulas sebáceas e sudoríparas. Esse manto protege a pele da evaporação excessiva da água, evitando seu ressecamento mantendo assim sua lubrificação, além de garantir sua plasticidade e hidratação. Funciona como uma película protetora, e a manutenção de suas características está diretamente relacionada ao equilíbrio fisiológico e pH da pele.

As letras pH significam Potencial Hidrogeniônico, conforme seu valor que é determinado numa escala que vai de zero a 14, identifica-se as características do meio observado, podendo ser: ácido, neutro ou alcalino.

*** Na literatura encontra-se o termo alcalino ou básico

- pH Neutro – Equilíbrio entre o grau de acidez e alcalinidade (pH = 7) 
- pH Ácido – Grau de acidez é maior que a alcalinidade (pH inferior a 7)
- pH Alcalino – Grau de alcalinidade é maior que a acidez (pH superior a 7)

O pH da pele também é medido através dessa escala e no caso de uma pele saudável o valor de seu pH gira em torno 4,5 e 6. Isso significa que a pele apresenta um pH ácido, fato que contribui para que ocorra proteção bactericida e fungicida em sua superfície. Vale lembrar que a utilização de produtos em excesso ou incorretos sobre a pele afeta seu pH alterando-o, o que pode ser bastante prejudicial. Felizmente nossa pele tem uma propriedade de “tamponamento” o que significa que através de processos metabólicos, consegue regular o pH, fazendo com que retorne a seu valor normal individual não necessariamente fisiológico.

Entretanto com o avançar da idade o pH da pele torna-se cada vez mais neutro ficando assim mais suscetível ao crescimento de bactérias devido à acidez reduzida. A pele enfraquece e como conseqüência surgem as deficiências que levam às rugas, flacidez e manchas. Outro dado interessante, é que o valor do pH se eleva além de 6 quando a pele apresenta alguma patologia.

A partir do pH conseguimos conhecer o tipo de pele e promover o tratamento mais adequado já que o pH determina se uma pele é oleosa, seca e/ou desidratada.

Pele Normal – pH fisiológico
Aspecto liso, macia, aveludada, elástica, poros pouco visíveis. Comum apenas em crianças e em pessoas jovens.
Pele Seca – pH ácido
Fina, opaca, poros visíveis, rugas finas, descama-se facilmente, sensível e tem envelhecimento precoce.
Pele Oleosa – pH alcalino ou básico
Brilho intensivo, poros dilatados, espessa e resistente, rugas (poucas e profundas), cravos, espinhas e áspera ao toque. Ocorre devido a hiperatividade das glândulas sebáceas o que favorece o desenvolvimento de microorganismos responsáveis por exemplo, pela acne.

Uma esteticista pode avaliar e determinar o melhor tratamento pra equilibrar o manto hidrolipídico da sua pele deixando-o mais próximo do pH fisiológico. Como consequencia você terá uma pele suave, macia e mais protegida contra microorganismos indesejáveis.

Fonte: Esteticista Lilian Wakebe / pt.webcafepro.com / dilarouffe.com.br

2 comentários:

Flaviane Rodrigues disse...

Adorei essa matéria foi bastante explicativa.

Lilian Wakebe disse...

Que bom Flaviane que tenha gostado.
Um beijo grande!

Related Posts with Thumbnails