O pH DA PELE

SAÚDE E PROTEÇÃO

O equilíbrio fisiológico da pele está relacionado ao seu manto protetor conhecido como Manto Hidrolipídico, que é formado por água, sal e gordura, resultantes da secreção das glândulas sebáceas e sudoríparas. Esse manto protege a pele da evaporação excessiva da água, evitando seu ressecamento mantendo assim sua lubrificação, além de garantir sua plasticidade e hidratação. Funciona como uma película protetora, e a manutenção de suas características está diretamente relacionada ao equilíbrio fisiológico e pH da pele.

As letras pH significam Potencial Hidrogeniônico, conforme seu valor que é determinado numa escala que vai de zero a 14, identifica-se as características do meio observado, podendo ser: ácido, neutro ou alcalino.

*** Na literatura encontra-se o termo alcalino ou básico

- pH Neutro – Equilíbrio entre o grau de acidez e alcalinidade (pH = 7) 
- pH Ácido – Grau de acidez é maior que a alcalinidade (pH inferior a 7)
- pH Alcalino – Grau de alcalinidade é maior que a acidez (pH superior a 7)

O pH da pele também é medido através dessa escala e no caso de uma pele saudável o valor de seu pH gira em torno 4,5 e 6. Isso significa que a pele apresenta um pH ácido, fato que contribui para que ocorra proteção bactericida e fungicida em sua superfície. Vale lembrar que a utilização de produtos em excesso ou incorretos sobre a pele afeta seu pH alterando-o, o que pode ser bastante prejudicial. Felizmente nossa pele tem uma propriedade de “tamponamento” o que significa que através de processos metabólicos, consegue regular o pH, fazendo com que retorne a seu valor normal individual não necessariamente fisiológico.

Entretanto com o avançar da idade o pH da pele torna-se cada vez mais neutro ficando assim mais suscetível ao crescimento de bactérias devido à acidez reduzida. A pele enfraquece e como conseqüência surgem as deficiências que levam às rugas, flacidez e manchas. Outro dado interessante, é que o valor do pH se eleva além de 6 quando a pele apresenta alguma patologia.

A partir do pH conseguimos conhecer o tipo de pele e promover o tratamento mais adequado já que o pH determina se uma pele é oleosa, seca e/ou desidratada.

Pele Normal – pH fisiológico
Aspecto liso, macia, aveludada, elástica, poros pouco visíveis. Comum apenas em crianças e em pessoas jovens.
Pele Seca – pH ácido
Fina, opaca, poros visíveis, rugas finas, descama-se facilmente, sensível e tem envelhecimento precoce.
Pele Oleosa – pH alcalino ou básico
Brilho intensivo, poros dilatados, espessa e resistente, rugas (poucas e profundas), cravos, espinhas e áspera ao toque. Ocorre devido a hiperatividade das glândulas sebáceas o que favorece o desenvolvimento de microorganismos responsáveis por exemplo, pela acne.

Uma esteticista pode avaliar e determinar o melhor tratamento pra equilibrar o manto hidrolipídico da sua pele deixando-o mais próximo do pH fisiológico. Como consequencia você terá uma pele suave, macia e mais protegida contra microorganismos indesejáveis.

Fonte: Esteticista Lilian Wakebe / pt.webcafepro.com / dilarouffe.com.br

3 comentários:

Flaviane Rodrigues disse...

Adorei essa matéria foi bastante explicativa.

Lilian Wakebe disse...

Que bom Flaviane que tenha gostado.
Um beijo grande!

Sara de Souza disse...

Adorei sua explicaçao! Tanto para pessoas q querem aprender a cuidar melhor da própria pele, quanto para novas profissionais que, como eu, estou pesquisando todos os assuntos relacionados a estética. Obrigada!

Related Posts with Thumbnails